segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Malala a menina que queria ir à escola


Eu adoro livros ilustrados, vulgos "livros infantis" .
As minhas estantes da sala estão cheias destes livros e desenganem-se: não os comprei para os meus filhos!
Todas as noites aqui em casa, uma história é lida com pompa e circunstância.
Gosto quando posso contar histórias com exemplos de vida, histórias inspiradas em pessoas reais que nos fazem acreditar que tudo nesta vida é possível!
A história desta noite é a da Malala, a menina que queria ir à escola num sitio onde as meninas não podiam.
Um lição para os nossos filhos que muitas vezes fazem birras para não ir à escola aprenderem que em alguns lugares do mundo existem meninos que têm que lutar para poder ir!








you don’t spell it you feel it.



Piglet: how do you spell love? 
Pooh:  you don’t spell it you feel it.
Soo true <3

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Calendário do Advento que conta a história da vida de Jesus



 Estamos quase, quase a entrar num dos meus meses favoritos...Dezembro!
O mês que guarda em si a época mais especial do ano, a magia do Natal.
Sou católica, e gosto de contar histórias bíblicas aos meus filhos de uma forma simplificada. Não raras vezes o Martim que já consegue fazer ligações entre as histórias e a realidade dos nossos dias questiona a sua veracidade, mas muitas vezes sorri feliz e sinto o seu coração apaziguado.
Não somos beatos, nada disso!
Na verdade raramente vamos à missa, mas eu gosto que eles saibam as histórias, que saibam rezar, que tenham dentro deles a esperança de algo melhor quando chega o fim.
Adorei este calendário do advento (existem milhentas versões e eu vou dar-vos muitas mais nos próximos dias) mas achei que este faz todo o sentido, e que este é o nosso deste ano!
Para fazê-lo basta comprar uma placa de madeira grande.
Imprimir imagens religiosas alusivas a algumas histórias bíblicas que queiram partilhar com os miúdos.
Faça cartões onde de um lado escreva os números (um cartão para cada dia do mês de Dezembro até ao dia 25) do outro cole a imagem e o titulo para a historia escolhida para o dia (facilita se tiver um livro com as várias histórias ou até mesmo a bíblia que pode ler de forma mais simplificada).
Prenda os cartões na placa com as imagens escondidas.
Pendure num local onde as crianças possam mexer e virar sozinhas os cartões.
A ideia é que a criança vire o cartão referente ao dia e descubra a história sobre o nascimento e a vida de Jesus que aquele dia guardou para si.
Pode aproveitar o momento do deitar e fazer um dois em um, contagem até ao Natal e história antes de dormir.

P.S- Pode substituir a placa de madeira por um vulgar placar de cortiça que tenha por casa ou que encontra facilmente nas lojas chinesas.

Uma sugestão gira para fazer com base neste calendário, é pedir á criança para ilustrar a história que acabou de ouvir e recontar a mesma.
Rescreva tal e qual a criança conta. No dia 25 terá uma linda bíblia personalizada e feita pelo seu filho que poderá ter destaque na sua consoada :) (e será uma relíquia nos anos futuros!)





terça-feira, 22 de novembro de 2016

A Cinderela no Gelo









Numa tenda especialmente montada no parque de estacionamento exterior do centro comercial Alegro de Alfragide, fomos na semana passada à ante estreia do musical Cinderela no Gelo.
A história de sempre contada numa nova versão onde a fada madrinha e a madrasta má são irmãs com dons completamente distintos.
Além da história, o cenário é mágico e faz mesmo sonhar e o facto de tudo se passar em cima do gelo dá um toque ainda mais especial a este espectáculo.
Posso dizer que nem nós pais, nem o Martim e a Camila queriam que terminasse!
Foi mesmo especial e divertido.
As canções são super giras, convidam a dançar e ainda hoje cá por casa se canta " Guilherme meu amigo, têm calma estou contigo, isso é amorrr...isso é amorrr".
No final os miúdos são recebidos na saída pelos príncipes e toda a sua trupe para um momento de fotos e autógrafos.
A Camilinha ficou encantada por conhecer a "Cidela" enquanto o Martim achou mail piada ao "super fixe" assistente do príncipe.
Recomendo vivamente, um bom momento para toda a família!



quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Lançamento do livro "É mais Forte o que nos une... Do que aquilo que nos separa”.

É já no dia 22 de Novembro, às 11.00 horas, na Sala de Âmbito Cultural, Piso 7, do El Corte Inglés de Lisboa que acontece o lançamento do livro "É mais forte o que nos une...do que aquilo que nos separa".
Um livro, duas histórias mágicas! Uma passada em Portugal, outra no Gana, separadas por 35.000 km, mas unidas por sentimentos comuns: o AMOR, a ESPERANÇA, a FAMÍLIA.
É MAIS FORTE O QUE NOS UNE… 

Um cão abandonado une inesperadamente duas meninas que vivem realidades diferentes. Rita cresceu numa família feliz. Maria sempre viveu num centro de acolhimento. Juntas vão perceber que têm muito em comum e que o futuro é uma página em branco que, em Família, vai ser escrita por ambas.

As ilustrações foram realizadas pelas crianças do Centro de Acolhimento de Kumassi, no Gana.

…DO QUE AQUILO QUE NOS SEPARA

Duas crianças resgatadas à escravatura infantil são acolhidas num centro de acolhimento do Gana. À chegada, sentem a força de um novo recomeço, como se de um reencontro se tratasse. Freeman e Hope começam uma nova vida. Aos poucos, recuperam o sorriso e começam a viver aventuras maravilhosas. Juntas, as crianças vão descobrir uma noção de família que tinham perdido.

As ilustrações foram realizadas pelas crianças do Centro Educativo Alice Nabeiro, de Campo Maior.

A “Associação Filhos do Coração” é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) e uma Organização Não Governamental de Cooperação para o Desenvolvimento (ONGD) que resgata crianças escravizadas na pesca do Lago Volta, no Gana, devolvendo-lhes a infância perdida. Em conjunto com a ONGD americana “Touch a Life Kids” garante a educação às 78 crianças que, em 2016, residem no Centro de Acolhimento de Kumassi.

A associação tem vindo a desenvolver uma série de actividades que têm como objectivo a angariação de fundos destinados à educação destas crianças. De entre estas, destaca-se a edição de uma colecção de livros que, de uma forma educativa, unem crianças e adultos numa mesma causa.

Neste livro infantil, a “Associação Filhos do Coração” quis dar outro sentido à distância que só no planisfério separa Portugal do Gana: as ilustrações da história portuguesa foram desenhadas pelas crianças do Centro de Acolhimento do Gana e as da história do Gana por crianças do Centro Educativo Alice Nabeiro, de Campo Maior. No fundo, nas palavras e nos actos, “É MAIS FORTE O QUE NOS UNE…DO QUE AQUILO QUE NOS SEPARA”.

As receitas da venda deste livro revertem na totalidade para o trabalho da Associação Filhos do Coração.


Eu conheci esta associação através de um documentário da TVI e não consegui de parar de chorar ao vê-la. É mesmo real o ditado "Até para nascer é preciso ter sorte". 
Crianças com 3 anos são obrigadas a trabalhar com pescadores, que as atiram para o mar escuro e as obrigam a desembaraçar as redes, apanhar peixes etc...
É tão triste olhar para aquelas carinhas pequenas e pensar que mereciam tão mais do que têm!
Bem sei que não estamos em tempos de vacas gordas, e que nem sempre é fácil ajudar-mos estes projectos mas com este livro temos a hipótese de ajudar e ao mesmo tempo "arrumar" um presente de Natal para um dos piolhos da família!
O livro é lindíssimo e a causa mais bonita ainda.
Ofereça esta história a uma criança este Natal, e aproveite para lhe mostrar que existem crianças menos afortunadas que ela, que não tiveram tanta sorte.
Aproveite para a ensinar a valorizar o que têm, principalmente a valorizar a família que é o principal bem que podemos ter! E mostrar que sempre que possível, devemos ajudar quem mais precisa...mesmo que essas pessoas estejam a milhares de quilómetros de distância podem estar presentes bem pertinho, no nosso coração!

https://www.facebook.com/FilhosDoCoracao/?fref=ts

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Móbil de Outono


Ficou tão lindinho não ficou? eu adoro <3
Sempre que vamos ao café a Camila quer apanhar todas as flores e folhas secas que encontra pelo chão.
Desta vez decidi dar uso aos tesourinhos que ela recolhe durante as caminhadas e fazer um móbil de Outono.
A C e o M pintaram as folhas com guaches e o M. teve a tarefa adicional de decorar o pau com restos de fios e lãs que tínhamos perdido cá por casa.
Quando as folhas já estavam bem secas foi só fazer uma bonita montagens usando fio de pesca para dar vida ao nosso móbil de Outono, que agora está exposto num lugar de destaque no quarto da C.

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Caixinha de receitas da Ana Guiomar

 

 
 
Adorava ser um talento natural entre os tachos e panelas. Não sou.
O meu querido esposo dá-me 1000 a 0 neste campo, e por isso eu deixo alegremente que ele domine esta divisão da casa.
Apesar de não ter muito jeitinho para a culinária, adoro livros de receitas!
Tenho imensos, cheios de fotografias que me motivam a meter a mão na massa e de vez em quando conseguir surpreender a minha tribo com um "Tá bom? foi a mãe que fez!"
Quando consigo acertar fico toda orgulha e penso que tenho que repetir mais vezes a experiência e assumir a colher de pau.
Quando cheguei do hospital, tinha este miminho há minha espera que não é mais nem menos que uma caixinha com cartões onde cada um guarda uma receita deliciosa, simples, rápida e muito prática de seguir.
As imagens fazem em mim o que é suposto, motivar-me para entrar na cozinha.
Existem cartões para todos os gostos e feitios. Estão divididos por: Entradas; Saladas e receitas light; Petiscos; Carne; Peixe e Sobremesas.
Desde Húmus de grão, rolinhos de tâmaras, abacates recheados, mexilhões panados, esparguete tropical, maçãs reinetas recheadas com carne, gnocchi com frango ou tarte de queijo fresco entre muitos outros, tudo têm um especto apetitoso e super fácil de fazer.
A primeira experiência já está no forno enquanto escrevo este post e hoje vai ser o dia em que a mãe faz o jantar!
É uma optima caixinha para se ter á mão na cozinha e é a minha primeira sugestão para presente de Natal!