quarta-feira, 20 de junho de 2012

Perdida no meio da maternidade

Acho que me esqueci de mim durante todo o processo da maternidade. Amo o meu filho mais do que tudo e talvez por isso tenha mergulhado nesse amor tão, tão grande e esquecido que atrás da mãe há uma mulher que também precisa de se cuidar e mimar. Sempre fui magra e cuidada na minha apresentação, mas com a maternidade deixei-me engordar 20kg ( que nunca voltei a perder) e como na altura sentia-me tão feliz com este novo e tão grande amor não me importei. Aceitei esta nova condição de gordinha feliz, mas no fundo ficava sempre triste cada vez que via uma roupa gira que não se adequava as minhas novas formas de mamã. Hoje passados 5 anos continuo gorda ( e feliz graças a Deus), e continuo cheia de amor. E não é que agora o amor do meu filho não me chegue...é exactamente o contrário. Quero que ele tenha orgulho da mãe "gira" que têm, e por isso iniciei à 3 dias uma dieta que tenho seguido à risca. Acredito que muitas mães partilharão desta experiência de anulação própria, e é por elas que escrevo estas palavras. Não desistam de vocês. Tenho a certeza que se nos sentirmos mais bonitas e confiantes também seremos melhores mães, mulheres e profissionais. Estou feliz por ter começado esta caminhada!

10 comentários:

  1. Sim, é verdade. Eu fui mãe há 2 anos e, apesar de nunca ter cuidado muito da aparência (nada de cremes, o cabelo sempre preso porque sendo encaracolado me dá um trabalhão para estar em condições para andar solto, etc.), agora pior ainda. Quero é aproveitar o pouco tempo que tenho para mim para tomar um banho a correr, e ler um pouco, etc.
    Entretanto já começo a sentir que preciso de tomar conta de mim, por a idade já trás as primeiras rugas, sardas que nunca tive, etc.
    Comecei a seguir vários blogues de beleza e a vontade de mudar aguça-se. Aliado à falta de tempo, está também em falta de disponibilidade financeira para investir neste tipo de produtos de qualidade. Mas lá chegarei. A vontade de mudar está cá!

    ResponderEliminar
  2. Força, nessa caminhada pois é preciso realmente muita força de vontade. Mas com ela tudo se consegue! :)

    ResponderEliminar
  3. Eu também engordei bastante com as gravidezes e durante muito tempo não consegui perder peso, aliás, também não me esforcei... Eu digo muito tempo, porque a maior parte das mulheres volta à forma em poucos meses e eu demorei mais de um ano. E também já me tinha convencido que ía ficar assim com mais uns quilos para sempre, que era a vida, que não estando obesa não era mal nenhum, que nem todas temos de ser magras, etc... Mas depois via aquelas roupinhas tão fashion, e que não me ficavam nada bem! Iniciei então uma dieta que me fez perder os quilos desejados, depois parei porque já estava bem e ainda assim continuei a emagrecer, inexplicavelmente! Agora estou até com 5kg a menos do que antes das gravidezes e sinto-e muitíssimo bem. :) Por isso, desejo-te uma boa dieta e que consigas alcançar o teu objectivo de perder peso! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Nunca aqui escrevi, mas tenho seguido este blogue com atenção, até porque adoro as tuas ideias!!!

    Realmente eu também passei por essa fase, tendo acabado por engordar mais na fase de amamentação (quando o leite se começou a acabar... pois comia para ver se conseguia produzir mais) tendo mantido esse peso durante muito tempo.
    Há 2 anos disse basta e emagreci por mim e pela minha família (a minha filha um dia chegou a casa triste e disse que um menino da escolinha tinha dito que eu era gorda) hoje estou bastante mais magra (embora agora vá ficar mais "gorda" pois estou estou grávida) mas não pretendo voltar a engordar com antes... terei regras... e vigiarei o peso sempre com atenção.

    Garanto que recuperamos muito da nossa vida... muita coisa muda e a nossa felicidade torna-se ainda maior.

    Boa sorte e beijinhos

    Paula

    ResponderEliminar
  5. Parabens :)
    Concordo completamente! Tenho uma filha de 15 meses e só este mês me decidi entrar para o ginásio. Alem da imagem, quero estar em forma para brincar com ela, sempre que ela quiser :)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Estas a falar de ti, de mim e de muuitas outras mulheres, tens toda a razão, esquecemo-nos de nós.
    Obrigada pelas palavras, pode ver que se calhar tenho mesmo que pensar mais em mim, con certeza que os nossos filhos teram mais orgulho em nós se formos mais "giras".
    Vou-me dedicar, tal como tu e por isso vai dando novidades desta nova batalha que eu estarei atenta e vou dando tb novidades.
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Oh como me revejo nesse texto...sou mãe ha 8 meses e desde então tenho vivido para ela! Mas quero mudar e voltar a ser eu...quero voltar também eu a ser mais magra, como era! E já iniciei o ginásio e agora falta-me arranjar ajuda para a alimentação, porque sozinha não consigo!! Beijinhos e boa caminhada**

    ResponderEliminar
  8. Também fui mãe, fez este mês o primeiro aninho. Também eu engordei 20kg e a tendência é aninhar atrás deste pequeno ser e esquecer este outro. Aqui estou eu, a dizer que a dieta começa amanha, mas o amanha tende a fugir para o dia a seguir. O sorriso da minha filhota e as valentes gargalhadas são o meu sol. Irei seguir o seu exemplo e lutar por uma jovem mulher mais empenhada e dedicada, a si mesma, para como tal sentir também o orgulho da minha filhota.

    Obrigada pelas palavras.

    Márcia

    ResponderEliminar
  9. pois também aconteceu comigo, na primeira filhota e na segunda filhota.
    o pior, quando da primeira filha, foi o parar a amamentação, foi uma "decisão" repentina e engordei bastante em muito pouco tempo. tive de ir a consultas de nutrição para voltar a ter um peso que me fizesse sentir bem. com a segunda filhota a amamentação está a ser reduzida aos poucos, mas fiquei bastante forte, 13 kg a mais... e, de facto, este peso também é o reflexo do que mencionas no post, acabei por me esquecer de mim durante este processo... o chegar a casa, dar banho a uma e a outra, preparar comida, dar mama, BRINCAR com ambas acaba por ser muito absorvente.
    na semana passada tomei a decisão de emagrecer, até porque tenho problemas respiratórios e fico muito cansada. já perdi 1,5kg. vamos ver se consigo perder os 13 kg a mais.
    Obrigada, boa sorte, assim não me sinto tão sozinha!

    ResponderEliminar
  10. Eu tb engordei 20kg à 6 anos com a gravidez mas depois perdi 16, ao voltar ao trabalho ganhei 5 e depois de mais duas gravidezes de 3 meses que resultaram em abortos engordei mais dois kilos de cada uma, ou seja estou com mais 13 kg do que devia, o problema é que não consigo emagrecer nada...

    ResponderEliminar

Sugestões para trabalhar a leitura e a escrita de forma divertida

Há alguns dias recebi uma mensagem de uma mãe a pedir ideias para ajudar o filhote que estava com alguns problemas na aprendizagem, espe...