segunda-feira, 16 de junho de 2014

Nós no Público :)

Recomenda-se uma brincadeira por dia com educação e amor à mistura

Um piquenique pode ser uma boa ideia para envolver a família

Uma ideia para cada dia do ano, sem espaço para desculpas de que entre pais e filhos não há espaço para a diversão todos os dias e para contrariar a ideia de que os mais pequenos só pensam em televisão e consolas.

Ao longo de 365 ideias, Andreia Vidal, a educadora de infância, autora do blogue e da página do Facebook Pais Criativos Filhos Felizes e criadora dasGingubas, mostra o contrário no seu mais recente livro que propõe muitas actividades, mesmo em cinco minutos, com educação e amor à mistura.
Andreia Vidal, 34 anos, vive rodeada de energia. É educadora de infância em Cascais e tem dois filhos. Entre a vida profissional e a pessoal consegue arranjar tempo para criar os objectos e bonecos Gingubas, todos feitos à mão, e ainda alimentar o seu blogue e página no Facebook. Nos entretantos, ainda cria actividades para fazer na escola e em casa.
Dois anos depois de ter lançado 365 actividades para fazer com os seus filhos(Esfera dos Livros, 2012), a autora regressa com 365 ideias para tirar os seus filhos de frente da televisão, um livro que pretende “lembrar a todos os pais que a felicidade não é uma meta, mas sim um estado de espírito que se deve cultivar na criança todos os dias, assim como se come, dorme ou respira”.
Em cada página do livro, ideias para brinquedos, receitas, decoração, presentes, experiências científicas e valorizar o sentimento da criança, uma “continuação” do que tinha feito em 2012 mas com “outras ideias criativas para educar, para desenvolver a criatividade das crianças e estimular a imaginação”. “Tentei encontrar outro tipo de ideias mas com o mesmo nível de diversão!”, disse ao Life&Style.
Além de ensinar a fazer bolos, casinhas de bonecas, carros, jogos, presentes, e bolas gigantes de sabão, Andreia Vidal dedica um capítulo a propor ideias para “solidificar sentimentos e ajudar a criança a compreender melhor o que sente”. Um beijo especial de boa-noite, um jantar sem televisão, salientar as qualidades da criança e da família, podem ajudá-la a “sentir-se melhor consigo mesma, a ser mais segura e a saber lidar com as contrariedades de uma forma assertiva”, considera a escritora. “Para trabalharmos este lado, nada melhor do que promover o diálogo em casa!”, propõe.
“Temos sempre cinco minutos para os filhos"
A educadora confessa ao Life&Style que as crianças “andam mais stressadas e ansiosas” e que cabe aos pais estarem atentos de “uma forma mais responsável e séria”. "Acredito que os pais muitas vezes vêem os filhos com uns ‘óculos cor-de-rosa’, mas muitas vezes esses óculos não mostram necessariamente a realidade”. A solução passa por “muitas conversas com os professores e pessoas” que acompanham o dia-a-dia da criança.
Menos televisão e consola
Andreia Vidal não é uma “fundamentalista” – “existem jogos que podem desenvolver capacidades nas crianças e programas de televisão muito interessantes” – mas lamenta que o pequeno ecrã e a consola tenham passado a ser as “babysitters dos tempos modernos”. “Acredito que é necessário encontrar um equilíbrio. Existem tantas actividades divertidas para se fazer com as crianças que, além de trabalharem competência, reforçam os laços afectivos entre pais e filhos!”, aponta.


http://lifestyle.publico.pt/artigos/335650_recomenda-se-uma-brincadeira-por-dia-com-educacao-e-amor-a-mistura


Sem comentários:

Enviar um comentário