segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Co-Work muito especial

20121014_0689
Ora aqui está o meu sonho tornado realidade!
Nunca se falou tanto em Co-work como agora. Os espaços multiplicam-se a olhos vistos por todo o lado.
Trabalhar nestes espaços têm inúmeras vantagens que vão muito além dos custos reduzidos de aluguer de um espaço para trabalhar, mas até agora penso que não existe no nosso País nenhum como este!

601620_549564831755105_1217616058_n

"Nave Atelier " em Berlim é um novo espaço independente de coworking mas que se distingue completamente de todos os outros porque têm um espaço para que os trabalhadores levem os filhos para o trabalho. 
É uma iniciativa pioneira, que me parece muito inteligente e que poderia ser o futuro de muitos Coworks. Cada vez mais os pais querem estar presentes mais tempo na vida dos filhos, as cresces e Jardins de Infância estão pela hora da morte e já que se aluga um espaço para trabalhar, porquê não nesse espaço estar incluído um espaço onde os filhos possam estar?! 
Dividido em cinco ambientes de trabalho, este atelier funciona como uma área de convivência frequentada actualmente por 14 pessoas – sem contar as crianças que circulam livremente. Ali, os profissionais aproveitam para trabalhar nos seus projectos dividindo o tempo com os filhos. A consequência? Para cada família há um caminho, mas no geral as crianças ganham contacto com a arte e ainda aprendem a respeitar o espaço e o trabalho dos pais.

IMG_3535

"Pensar em dividir o ambiente e a rotina com minha filha de três anos foi a opção que fiz para não ter de ficar sem ela oito horas por dia, deixando que outra pessoa a educasse. Também não posso trabalhar menos, e portanto essa foi a saída para que estivéssemos  mais próximas uma da outra." Diz uma trabalhadora do espaço.
“Vejo o que ela está a aprender no momento, como se está a desenvolver e assim posso ser uma mãe melhor”, contou a artista.

11492_563584717019783_1672689416_n
 “É bom ver como as crianças percebem  que os pais têm outros interesses além de cuidar delas o tempo todo. E isso é muito saudável para a criança, que aprende que existem outras coisas no mundo além das próprias necessidades e desejos, mesmo tratando dos seus pais. É também muito saudável para eles, que não sobrecarregam os filhos de cuidados exagerados porque estão num ambiente onde, apesar da presença do filho, o mais importante é o próprio trabalho”, disse.

IMG_3897

Nesta filosofia de propor à criança uma rotina diária de criação (brincando, interagindo ou apenas observando) ao lado dos pais, o estúdio passou a oferecer oficinas artísticas e já é um sucesso. 

936287_10151361058392811_990050184_n

Além de uma pequena exposição mensal com os trabalhos de pais e filhos e outra maior a cada dois meses, o atelier organiza uma festa chamada “Mama Can Dance”, onde pais e amigos aproveitam para "curtir" com os filhos.

Não é lindo???
Não trabalhávamos todos muito mais felizes num ambiente assim??
Na minha opinião, o co-work poderia ter um espaço adaptado para receber as crianças e uma educadora para trabalhar com elas, mesmo ali, lado a lado com os pais que seriam bem vindos a participar em todas as actividades dos filhos sempre que quisessem. Em todas as pausas para o café iam lá dar uma beijoca e assim pais e crianças cresciam muito mais felizes!!

Eu quero um espaço assim! Eu quero trabalhar num espaço assim! Eu quero fazer um espaço assim!!!
Alguém para meu sócio??? :) 


Texto original http://garatujasfantasticas.com/ateliecoletivo/

6 comentários:

  1. Sem dúvida que seria quase "o mundo perfeito"! Só pensar que não temos que sair mais cedo para ir buscar os miudos, pois estão mesmo ali ao lado, só poder ouvir as suas vozes ao longo do dia seria mesmo muito bom! E concordo com a Andreia que a produtividade aumentaria, porque pessoas mais felizes trabalham melhor! beijinho e bom ano e já agora se avancar com o projecto diga, eu adoraria trabalhar num lugar assim!
    Cristina Boa Vida

    ResponderEliminar
  2. ADORO!! Quero! Quero! :) Posso ficar na parte das crianças?
    Um beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Ihhh! Isto era maravilhoso. Estava a ler isto e a pensar que este seria um excelente emprego. Há é uma questão importante... para abrir um precedente destes por cá com todas as regras de segurança que impõem e asae à mistura cheira-me que seria uma tarefa titânica. Isso desanima qualquer um...

    ResponderEliminar
  4. Tenho espaço mas em casa e em casa é mt complicado trabalhar com eles...adorei o post!!!

    ResponderEliminar
  5. Eu alinho, aliás esse é também a minha filosofia, poder estar perto dos meus filhos, senti-los comigo e não ter aquela sensação que os "despejo" num sitio a maior parte do dia para depois ter apenas umas míseras 3 horitas com eles. Ter os filhos para os outros criarem é algo que me faz muita confusão e que quero mesmo tentar mudar esse percurso. Por isso Andreia, também eu quero um espaço assim, também eu quero trabalhar assim e aco que até tenho uma ideia gira que dava bem para conciliar a sua formação... :) Eu sou de Braga, e a Andreia? :)

    ResponderEliminar
  6. Pois Andreia, compreendo perfeitamente, também essa é a minha filosofia de vida. Tenho 2 filhos e angustia-me todos os dias ter de os deixar de manha para os ir buscar à noite e depois passar com eles uma míseras 3 horitas por dia, das quais ainda tenho o jantar para preparar,... todos os dias penso que isto não é de todo o que quero para os meus filhos, nem para mim. Quero poder gozá-los, quero poder estar presente no seu crescimento, em todas as suas conquistas,... enfim... também eu quero um espaço assim, também eu quero trabalhar num espaço assim... acho até que tinha uma ideia muito gira para isso que até dava para aproveitar a formação da Andreia :) . Eu sou de Braga, e a Andreia?

    ResponderEliminar

O bebé é finalista

O meu filho Martim é finalista. Ontem teve o jantar e baile de finalistas da escola do 1º ciclo. Enquanto olhava para ele a vestir-...