segunda-feira, 7 de outubro de 2013

A culpa não é minha...



Não é fácil conseguir receber o que é nosso por direito neste país.
Já vos contei que estou de baixa de gravidez de risco desde o início.
Perda de sangue nos primeiros meses, anemia acentuada e a pressão alta formam uma espécie de cocktail bombástico para qualquer grávida e os médicos preferem manter-me no casulo e não arriscar grandes aventuras.
Nos primeiros dias soube-me pela vida estar em casa, a descansar, com tempo para fazer tudo, ler, desenhar...mas ao fim de 6 meses garanto-vos que já não têm assim tanta graça.
Têm ainda menos piada quando a segurança social me obriga a entregar vezes sem conta o mesmo papel, quando se enganam no valor da baixa na altura de me pagarem, quando me obrigam a deslocar-me semana sim, semana não à Segurança social mais próxima para reclamar e preencher pela milionésima vez os mesmos impressos ...bahhhhhh será possível?!
As senhoras que lá trabalham já me conhecem, e quando chego já sorriem em jeito envergonhado.
Pronto...como fico tão enervada com esta situação, permito-me comer uma fatia de um delicioso bolo caseiro com morango e chantilly que vendem no café da esquina. Quando o meu querido Drº ralhar comigo por ter engordado mais do que devia pelo menos posso dizer que a culpa é da Segurança Social!


1 comentário:

  1. Oh gente... isto continua sempre tudo na mesma. Há 5 anos era exactamente a mesma coisa... e grávida a ter de andar de trás para a frente não ajuda nada ao descanso... (eu comia umas bolinhas de berlim como vingança ;))

    ResponderEliminar

Jogo da pesca - brincadeira de coordenação motora com água

O tempo pede água, e na falta de um espaço exterior com piscina inventam-se jogos que permitam os miúdos salpicarem o tudo à sua volta....